Pedal do Porto Brum

Já são habituais as pedaladas um pouco mais extensas nos sábados à tarde com a galera do Giro di Vale. Ainda nas sextas-feiras combinamos a pedalada que sempre parte da praça às 13:30. Hoje decidimos fazer um trajeto que ainda não conhecíamos, com uma quilometragem um pouco maior do que normalmente fazemos, para já acostumar as pernas pensando no desafio que enfrentaremos no dia 22 de junho, que é pedalar até Erechim via estrada de chão.

O roteiro de 45km começa na estrada ao lado do Presídio Regional de Concórdia, de onde seguimos até a comunidade de Sede Brum. De lá pedalamos até as imediações da balsa na divisa do estado, até aí um caminho bem conhecido da galera. Ao invés de atravessarmos de balsa, seguimos à esquerda até a comunidade de Porto Brum, onde há uma ponte sobre o lago, um lugar bem interessante. Dalí subimos em direção à Linha São Luiz, num dos trechos mais bonitos que pedalamos até hoje, sempre com belos visuais de propriedades rurais bem cuidadas e o lago da usina hidrelétrica à direita. De São Luiz, pedalamos até Linha Suruvi onde passamos rapidamente e já enfrentamos a última e mais exigente subida do percurso que passa por Linha Vitória, pelo Bairro Colibri e chega novamente ao Presídio Regional.

Outra característica positiva do percurso foi a pouca movimentação das estradas na região, que não é muito habitada, em determinado trecho a impressão era de que nenhum carro passa ali há muito tempo, o que torna a pedalada mais segura, principalmente quando pedalamos em grupo. Apesar da distância e do alto grau de dificuldade da última subida (confira a altimetria do percurso na imagem do mapa), foi uma pedalada tranqüila, com boas variações de pequenas subidas e descidas, pausas para comer bergamotas na beira da estrada, fora a coleção de belas imagens na memória e nas câmeras fotográficas.

Vale a pena fazer o registro da ótima iniciativa da auto escola Alto Uruguai que patrocina (não sei se talvez não tenham instalado também) algumas placas de orientação em alguns cruzamentos. Um baita exemplo e uma bela oportunidade de associar a marca de empresas convenientemente mostrando o caminho para quem visita o interior! Para nossa sorte, os únicos cães que encontramos, não tinham a temida “síndrome de perseguir ciclistas” tão comum e perigosa nessas colônias, mas este assunto merece um post especial.

Fica então registrada a sugestão de percurso para futuras pedaladas e o convite a todos que se interessam a explorar este interiorzão de Concórdia, que é grandioso e muito bonito!

Quer conhecer o mapa do trajeto e baixá-lo para o seu GPS? Acesse este link: http://pt.wikiloc.com/wikiloc/view.do?id=5880497

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s